O estrangeiro e o menino ferido

O ESTRANGEIRO

espere: diz-diz uma coisa: você é feliz?

O MENINO FERIDO

não sei:

O ESTRANGEIRO

espere: diz-diz uma coisa: você é feliz?

O MENINO FERIDO

não sei:

O ESTRANGEIRO

espere: não casei: não casarei: não tenho filhos: não terei filhos: andarei longos anos pelas ruas da cidade: longos anos num quarto no centro velho da cidade: longos anos acocorado numa cama num quarto no centro velho da cidade: diz-diz: serei feliz?:

O MENINO FERIDO

não sei: quem sabe…: eles não sabem: eles mentem: eu minto: mas o menino andará solto: solto pelas ruas: solto: um cigarro: você quer um cigarro?:

O ESTRANGEIRO

vou aocais-aocais: agora: é tarde:

O MENINO FERIDO

espere: diz-diz uma coisa: você é feliz?

O ESTRANGEIRO

não sei: não: não sou: vou aocais-aocais: agora: é tarde:

O MENINO FERIDO

espere: diz-diz uma coisa: você é feliz?

(Rudinei Borges)